Brasil quer vitória sobre Paraguai para chegar à liderança das Eliminatórias

Redação Central, 14 jun (EFE).- O Brasil enfrentará amanhã o Paraguai no estádio Defensores del Chaco de Assunção, às 16h de Brasília, querendo a liderança das Eliminatórias Sul-Americanas à Copa de 2010, atualmente em poder do adversário.

EFE |

A seleção brasileira treinou durante a semana na Granja Comary, em Teresópolis, e o técnico Dunga conseguiu testar uma nova formação no meio-campo para o jogo de domingo, suprindo a ausência de Kaká.

O meia do Milan foi cortado por ter feito uma artroscopia no menisco lateral do joelho esquerdo, problema que o incomodava há algum tempo.

Com isso, Dunga preferiu treinar o time com três volantes: Mineiro, Josué e Gilberto Silva - este último no lugar do meia Anderson, do Manchester United, que esteve em campo na recente derrota de 2 a 0 para a Venezuela, em amistoso.

A defesa será formada por Lúcio e Juan. Nas laterais, Maicon, pela direita, e Gilberto, pela esquerda, voltam ao time titular, já que foram poupados contra os venezuelanos.

Para ter alguma criatividade no meio campo, Diego será o responsável por armar as jogadas para Robinho e Luis Fabiano, que formarão a dupla de ataque.

Durante a semana, ambas as equipes mantiveram um discurso de humildade. Maicon acredita que o Brasil deve ter "tranqüilidade, cautela e atenção" contra os paraguaios.

Robinho também pensa do mesmo jeito, mas afirma que a seleção vai entrar para ganhar, "como faz sempre". O jogador do Real Madrid deu a receita para a seleção conseguir um bom resultado em Assunção.

"Marcar bem e aproveitar todas as chances de gol" explicou Robinho em entrevista coletiva após o último treino em Teresópolis.

O Paraguai vem merecendo a atenção de todos na seleção brasileira, já que chegou à liderança das Eliminatórias com grande vitória por 3 a 0 em cima do Chile, fora de casa, e uma goleada sobre a seleção equatoriana por 5 a 1. A equipe tem dez pontos.

Enquanto isso, a seleção brasileira está em terceiro lugar, com oito pontos, e vem de vitória apertada sobre o Uruguai por 2 a 1, no Morumbi, no final do ano passado.

Ainda assim, não conseguiu vencer fora de seus domínios. Foram dois empates fora de casa: 0 a 0 com a Colômbia, em Bogotá, e 1 a 1 com o Peru em Lima.

Apesar de apontar o Brasil como favorito pela tradição, o técnico argentino Gerardo Martino, da seleção paraguaia, acredita num resultado positivo.

"Temos equipe para ganhar do Brasil", afirmou Martino na última entrevista coletiva antes do confronto.

Quem concorda com o treinador é o atacante Salvador Cabañas, conhecido da torcida brasileira por ter sido o carrasco de Flamengo e Santos na última Libertadores, defendendo o América do México.

"É preciso ter cuidado com o Brasil, mas temos que pensar primeiro em nós mesmos", afirmou o jogador, que espera ir bem amanhã.

Para conter as subidas de Maicon e Gilberto, Martino escalará o meia Jonathan Santana. Apesar de Martino não ter confirmado, o Paraguai provavelmente contará com um trio de atacantes: Nelson Valdez, mais recuado, Cabañas e Roque Santa Cruz.

Prováveis escalações: Paraguai: Villar; Verón, Cáceres, Paulo da Silva e Caniza; Barreto, Vera, Santana e Valdez; Santa Cruz e Cabañas. Técnico: Gerardo Martino.

Brasil: Julio César; Maicon, Lúcio, Juan e Gilberto; Mineiro, Gilberto Silva, Josué e Diego; Luis Fabiano e Robinho. Técnico Dunga.

Árbitro: Jorge Larrionda (URU), auxiliado por seus compatriotas Pablo Fandiño e Mauricio Espinoza.

lb/rb/dp

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG