rápido , mas sem prazos - Mundo - iG" /

Brasil quer que conflito em Honduras se resolva rápido , mas sem prazos

São Paulo, 25 set (EFE).- O Brasil trabalha para que a crise política em Honduras se resolva rápido, mas sem estabelecer prazos dentro do processo de negociação, afirmou hoje em São Paulo a ministra da Casa Civil, Dilma Rousseff.

EFE |

"Vamos nos empenhar para que o conflito seja solucionado da forma mais rápida possível, através do processo negociado, e que o presidente eleito (Manuel Zelaya) volte ao cargo. É o máximo que podemos fazer", disse Dilma a jornalistas estrangeiros.

Para Dilma, "essa questão de Honduras é algo que devemos colocar em seus devidos termos, mas nós não controlamos os tempos" que se poderiam estabelecer para fixar os prazos de uma negociação entre Zelaya e o Governo golpista de Roberto Micheletti.

A ministra esclareceu também que a situação do presidente hondurenho deposto, que está na Embaixada Brasileira em Tegucigalpa após seu retorno na segunda-feira passada, é de "abrigo" e não de "refúgio" ou "asilo".

"O presidente buscou abrigo, que é a palavra e não asilo, e não devíamos negar esse abrigo porque não vamos contrariar nossos princípios adotados dentro da comunidade internacional", asseverou a funcionária.

Dilma disse que não está em negociação se houve golpe ou não, isso já foi reconhecido por Governos e organismos internacionais.

"Não negociamos certos princípios, é como nos perguntar se a ditadura é mais ou é menos ditadura".

"Sempre somos contra os Governos golpistas e a América Latina já sofreu muito com as ditaduras militares", concluiu a ministra. EFE wgm/ma

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG