Brasil pode sair mais forte da crise, diz Meirelles

O presidente do Banco Central (BC), Henrique Meirelles, disse nesta segunda-feira durante um seminário para investidores em Nova York que acredita que o Brasil poderá sair ganhando da crise financeira global.

BBC Brasil |

"O Brasil deve sair mais forte da crise em termos relativos. A crise não é boa para ninguém. É muito ruim, prejudica a todos, mas não há dúvida de que o Brasil tem condições hoje melhores do que no passado e melhores do que muitos outros países", afirmou Meirelles.

"Já temos indicações de que o Brasil é um dos destinos preferidos para investimento, não só esse ano."
Meirelles fez as declarações no seminário Brasil: Parceiro Global em uma Nova Economia; Estratégias Sólidas para Momentos Desafiadores
, que também teve a presença do presidente Luiz Inácio Lula da Silva, do ministro da Fazenda, Guido Mantega, e de outras autoridades do governo.

Leia mais na BBC Brasil: Lula diz em NY que crise é fonte de 'motivação'
Mantega assegurou os investidores que o Brasil "tem fôlego fiscal para fazer política anticíclica" e que por isso será um dos primeiros países a sair da crise e retomar o crescimento.

De acordo com a teoria econômica, a política anticíclica prevê que os países economizem em tempos de bonança e aumentem os gastos em épocas de crise, para estimular a economia.

Ele lembrou que o Brasil conta com reservas de US$ 200 bilhões e mais US$ 30 bilhões de linha de crédito do Fed, o banco central americano.

Além disso, ele disse que "a dívida brasileira está caindo mesmo num momento de crise - o que é positivo".

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG