Brasil mantém esperanças na equitação individual

Desclassificados da competição de saltos por equipe, após a queda do cavaleiro Pedro Veniss, as esperanças de medalha do Brasil na equitação se voltam para a modalidade individual. Na prova disputada na noite deste domingo em Hong Kong a equipe brasileira ficou em décima colocação com a desclassificação de Veniss compensada pelo excelente desempenho de Rodrigo Pessoa, que não perdeu nenhum ponto.

BBC Brasil |

A equipe brasileira totalizou 25 faltas e está fora da luta por uma medalha porque apenas as oito primeiras colocadas disputam a final. Os países classificados são: Suíça (12), Estados Unidos (12), Suécia (13), Grã-Bretanha (16), Canadá (16), Países Baixos (17), Noruega (17) e Alemanha(20) e Austrália (20).

"É um pouquinho decepcionante. Nossa equipe esperava passar para a final e acabou ficando de fora, infelizmente", lamentou à BBC Brasil Marcello Artiaga, chefe da equipe de saltos.

Além da desclassificação de Veniss, o cavaleiro Bernardo Alves e o cavalo Chupa Chup cometeram quatro faltas, perdendo 12 pontos e Camila Mazza, substituta de Doda, teve o mesmo número de faltas e estourou o tempo limite, totalizando 13 pontos negativos.

Queda
Segundo Pedro Veniss, a queda do cavalo que desclassificou a equipe foi "uma fatalidade".

O atleta se desequilibrou depois que seu cavalo Un Blanc de Blancs tentou pular um dos últimos obstáculos apoiado em apenas um dos posteriores.

"Acabou que eu caí. Derrubei o obstáculo e depois caí. Se eu tivesse conseguido ficar em cima do cavalo a gente ainda estaria na final por equipe e eu na individual", ponderou Veniss, que na véspera fez uma estréia brilhante, concluindo o percurso na sexta-feira sem nenhuma falta.

"É um dia errado. Dei azar", disse Veniss em entrevista à assessoria de imprensa do Comitê Olímpico Brasileiro, COB.

Esperança
Com as chances de medalha por equipe sepultadas, os brasileiros lutam por um lugar no pódio por salto individual para os atletas Rodrigo Pessoa, Camila Mazza e Bernardo Alves.

"Agora as nossas chances no individual são as melhores possíveis. Acho que Rodrigo, Bernardo e Camila têm boas chances de ir para a final especialmente o Rodrigo, o cavalo é excelente", afirmou à BBC Brasil Artiaga.

Rodrigo Pessoa e o cavalo Rufus estão na terceira posição do ranking geral individual com apenas um ponto negativo, que foi uma penalidade por ter estourado o limite de 90 segundos no primeiro dia de competições.

À frente dele estão os conjuntos Mclain Ward e Sapphire, dos Estados Unidos, e Eric Lamaze e Hickstead, do Canadá, que não perderam nenhum ponto até o momento.

Camila Mazza e o cavalo Bonito Z perderam cinco pontos na estréia, na sexta-feira, e mais 13 no domingo. O total de -18 coloca a amazona na 40ª colocação.

Ela ainda precisa melhorar o desempenho nas provas previstas para esta segunda-feira se quiser participar da final na quinta-feira, pois apenas os 35 melhores se qualificam.

Bernardo Alves está na 30º posição com 12 pontos e ao lado de Pessoa apresenta chances reais de ir à final lutar por uma medalha na quinta-feira,21 de agosto.

Nestaa segunda-feira ocorre a última etapa classificatória das provas de salto individual e a final de saltos por equipe.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG