Brasil fica com prata após derrota no vôlei masculino

A seleção brasileira de vôlei masculino sofreu neste domingo uma dramática derrota para os Estados Unidos na final da Olimpíada de Pequim por 3 sets a 1. Com parciais de 20/25, 25/22, 25/21 e 25/23, a equipe brasileira não conseguiu repetir o ouro conquistado em Atenas-2004 e acabou a competição com a medalha de prata.

BBC Brasil |

O resultado é o segundo golpe na coleção de vitórias da seleção treinada por Bernardinho, que defendia o título de campeã olímpica e é a atual bicampeã mundial (2002 e 2006).

No mês passado, os Estados Unidos já haviam começado a dar fim à hegemonia brasileira ao derrotar o Brasil na semifinal da Liga Mundial, no Rio de Janeiro.

Momento difícil
Desde que Bernardinho assumiu o comando da equipe, em 2001, o Brasil acumulou conquistas no vôlei masculino que incluíram também duas Copas do Mundo (2003 e 2007) e seis Ligas Mundiais.

No entanto, a seleção brasileira passou por um momento difícil no ano passado, quando o levantador Ricardinho foi afastado da equipe depois de um desentendimento com Bernardinho.

Em Pequim, a seleção sofreu um tropeço na primeira fase ao perder a partida para a Rússia na terceira rodada.

Mesmo assim, a equipe terminou como líder do grupo, que tinha ainda, além dos russos, Sérvia, Polônia, Alemanha e Egito.

Nas quartas-de-final, o Brasil passou sem dificuldades pela China e, na semifinal, derrotou a Itália depois de sair perdendo no primeiro set.

Decisão
Na final deste domingo, no Ginásio Capital, o confronto entre brasileiros e americanos foi marcado por um clima de tensão.

A cada ponto, os jogadores das duas equipes vibravam bastante e trocavam olhares pouco amigáveis com os adversários.

No primeiro set, a seleção brasileira errou pouco, conseguiu abrir uma ligeira vantagem no placar e administrou bem a partida.

No set seguinte, os americanos começaram bem melhor, conseguiram se distanciar na frente e contaram com a habilidade do levantador Lloy Ball e um forte bloqueio.

A equipe brasileira tentou se recuperar, também conseguiu dar mais eficiência ao bloqueio, mas o esforço não foi suficiente para reverter o placar no set.

No set seguinte, o Brasil sentiu a pressão americana, começou a errar mais e irritou o técnico Bernardinho, que tentou mudar a equipe com a entrada de Bruno, Murilo e Samuel.

As mudanças fizeram a seleção diminuir a diferença, mas os Estados Unidos se mantiveram na frente e ficaram mais perto da vitória.

A decisão veio no quarto set. Depois de um bom começo, o Brasil voltou a errar e permitiu que os americanos fechassem a partida e terminassem com a medalha de ouro.

    Leia tudo sobre: vôlei

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG