Brasil estuda enviar dinheiro aos brasileiros atacados no Suriname

São Paulo - O Governo do Brasil estuda enviar ajuda financeira direta aos mineiros brasileiros que em 24 de dezembro sofreram um ataque com um combustível de origem vegetal no Suriname, informou neste sábado uma fonte oficial.

EFE |

Segundo o Ministério das Relações Exteriores do Brasil, uma missão de seis diplomatas avalia no Suriname as perdas sofridas pelos cidadãos vítimas do ataque por parte de habitantes locais em Albina, a 150 quilômetros ao sul de Paramaribo, a capital surinamesa, informou a "Agência Brasil".

A Chancelaria reconheceu que o assunto é "juridicamente complicado" devido a situação de ilegalidade na qual vivem os brasileiros e pelos impedimentos legais existentes para usar dinheiro público em iniciativas no exterior.

Os brasileiros agredidos viviam com chineses e javaneses em um acampamento de "garimpeiros" quando foram atacados com um combustível de origem vegetal, aparentemente em um ato de vingança pelo assassinato de um habitante local por um cidadão do Brasil.

Além disso, inúmeras mulheres denunciam terem sido violentadas durante os fatos.

A Força Aérea Brasileira já organizou dois voos nos quais retornaram ao País dezenas de pessoas que estavam nos acampamentos durante os ataques e que optaram por abandonar o Suriname.

Leia mais sobre: Suriname

    Leia tudo sobre: ataquebrasileirossuriname

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG