Brasil está interessado em entrada da Venezuela no Mercosul, diz Amorim

Caracas, 25 abr (EFE).- O ministro das Relações Exteriores, Celso Amorim, disse hoje em Caracas que o Brasil está muito interessado na entrada da Venezuela no Mercosul e que o Senado deve aprová-la.

EFE |

A entrada da Venezuela no Mercosul continua pendente da aprovação do Senado federal, onde alguns senadores resistiram a isso ao alegar uma suposta conduta "antidemocrática" do presidente venezuelano, Hugo Chávez.

O protocolo que propõe o ingresso entrada definitivo da Venezuela no Mercosul foi assinado por Brasil, Argentina, Paraguai e Uruguai em meados de 2006, mas deve ser ratificado pelos Parlamentos de cada país para sua vigência plena, o que ainda não aconteceu nos legislativos brasileiro e paraguaio.

Amorim chegou à Venezuela para uma reunião de trabalho com seu colega venezuelano, Nicolás Maduro, com quem preparará a agenda do encontro programado para o final de maio entre Chávez e o presidente Luiz Inácio Lula da Silva.

Segundo um comunicado da Chancelaria venezuelana, Amorim e Maduro também analisarão "o progresso da União das Nações Sul-Americanas (Unasul) e da importância da Venezuela neste mecanismo de integração regional".

Em seguida, os dois ministros visitarão o palácio presidencial de Miraflores, onde Chávez os receberá para falar sobre o "estado dos projetos e acordos entre os dois países e articular esforços para seu incentivo", acrescentou a nota oficial venezuelana.

Os dois governantes fecharam acordo para a realização de reuniões diretas trimestrais, iniciadas em 2007 para o acompanhamento dos acordos bilaterais e impulsionar a integração regional.

Chávez e Lula se reuniram em janeiro passado na Venezuela e agora está previsto que o façam novamente em 26 de maio no estado da Bahia. EFE ar/bba

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG