Brasil enviará mais tropas ao Haiti se for necessário, diz Amorim

RIO DE JANEIRO - O Brasil enviará mais militares ao Haiti caso seja necessário, disse nesta segunda-feira o ministro das Relações Exteriores, Celso Amorim, pouco depois de o secretário-geral da ONU anunciar que pedirá o envio de mais policiais e militares ao país devastado por um terremoto na semana passada. De imediato, o Brasil já tem 1.300 homens lá, mais que um batalhão... Não excluo a possibilidade de que, a medida que as coisas evoluam, se for necessário mais (militares), enviaremos, disse o chanceler a jornalistas no Rio de Janeiro.

Reuters |

O Brasil lidera as tropas militares da Minustah, a missão de paz da ONU no Haiti, país devastado por um terremoto de magnitude 7 na semana passada. Estima-se que 200 mil pessoas tenham morrido. Dezoito mortes de brasileiros já foram confirmadas, sendo 16 militares.

Pouco antes, o secretário-geral da ONU, Ban Ki-moon, disse que pedirá ao Conselho de Segurança da entidade o envio de 1.500 policiais e 2.000 militares adicionais à Minustah.

(Reportagem de Rodrigo Viga Gaier)

    Leia tudo sobre: haiti

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG