Brasil e Índia se comprometem a seguir trabalhando juntos em fóruns globais

Brasília, 16 abr (EFE).- O presidente Luiz Inácio Lula da Silva e a dirigente da Índia, Pratibha Devisingh Patil, se comprometeram nesta quarta-feira a continuar trabalhando juntos em todos os fóruns globais, como fazem atualmente na Rodada Doha.

EFE |

"Estamos decididos a trabalhar unidos, pois nossas opiniões são similares em relação às grandes questões internacionais", declarou Patil a jornalistas após um encontro com Lula que deve ter sido a última atividade da visita que começou na segunda-feira passada.

Um dos fóruns em que Brasil e Índia participam é o Grupo dos 20 (G20), que integra os países em desenvolvimento, que exigem um forte corte nos subsídios que as nações mais desenvolvidas concedem ao setor agrícola, que hoje Lula citou entre as causas da atual crise alimentícia global.

Durante a visita de Patil, Brasil e Índia assinaram hoje vários acordos, entre eles um dirigido a reforçar a cooperação bilateral e com terceiros países para a promoção de políticas de combate à fome e segurança alimentar.

Lula e Patil também se comprometeram a reforçar o comércio bilateral, que passou de US$ 1 bilhão em 2003 para cerca de US$ 3 bilhões em 2007, mas que pretendem com que chegue a US$ 10 bilhões em 2010.

"Há um potencial extraordinário e não estamos tendo a ousadia necessária para explorá-lo", afirmou Lula.

O presidente se comprometeu a visitar Patil em outubro deste ano, quando confirmou que viajará para Nova Délhi para assistir a uma reunião do grupo integrado por Brasil, Índia e África do Sul (Ibas).

"Estarei na Índia em outubro e espero que, além disso, tenhamos um grande encontro empresarial entre os três países", declarou Lula.

Após o encontro, a presidente indiana viajou para o México, onde continuará sua viagem pela América Latina, que também prevê uma escala no Chile. EFE ed/mac/fb

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG