Brasília, 29 abr (EFE).- Parlamentares brasileiros se reuniram hoje com o ministro de Relações Exteriores da Espanha, Miguel Ángel Moratinos, que deu por encerrada a crise diplomática que barrou centenas de turistas em aeroportos dos dois países.

"Houve um certo desencontro, mas há boa cooperação e diálogo permanentes", declarou Moratinos aos jornalistas em Brasília. O ministro espanhol considerou totalmente superados o que qualificou de "mal-entendidos consulares".

Segundo Moratinos, cada vez "mais brasileiros visitam a Espanha e mais espanhóis visitam o Brasil", algo que deve ser visto de forma "positiva", pois é resultado de uma maior e melhor relação.

"Achamos que tudo vai bem", disse sobre uma série de medidas adotadas pelos dois Governos, no último 1º de abril, para evitar erros na decisão de não permitir a entrada de alguém, e sustentou que "há uma ótima colaboração policial, com a Embaixada e com os consulados do Brasil" na Espanha.

A idéia é que "a relação entre os dois países seja tratada com legalidade e dignidade", indicou Moratinos.

O senador Heráclito Fortes (DEM-PI), presidente da Comissão de Relações Exteriores do Senado, também se esteve com o ministro espanhol e contou à Agência Efe que ficou "satisfeito" com o encontro, que qualificou de "absolutamente cordial" e "produtivo".

"É um episódio totalmente liqüidado e superado", declarou Fortes sobre os assuntos consulares.

Entre janeiro e fevereiro desse ano, aproximadamente mil brasileiros teriam sido barrados em aeroportos na Espanha, o que aconteceu com outros 2.500 durante todo o ano de 2007.

Assim, o Governo brasileiro respondeu com um endurecimento de seus controles migratórios, como uma "medida de reciprocidade", o que fez com que muitos espanhóis fossem recusados durante duas semanas.

Moratinos se reuniu depois com a vice-presidente da Comissão de Relações Exteriores da Câmara dos Deputados, Perpétua Almeida, e outros membros do congresso, para discutir diversos assuntos de interesse bilateral.

Depois, o ministro Miguel Ángel Moratinos foi à sede da embaixada da Espanha, para almoçar com representantes de empresas espanholas que operam no Brasil, entre elas Telefônica, Endesa, Gás Natural, REPSOL YPF, Sidenor, Abengoa, Iberostar, MAPFRE e o Banco Santander.

Antes do encontro, ele afirmou que as empresas espanholas com investimentos no Brasil estão satisfeitas pelas condições com as quais conduzem seus negócios e pelo crescimento da economia do Brasil.

Durante a visita oficial que o presidente brasileiro, Luiz Inácio Lula da Silva, fez à Espanha, em setembro passado, ele encorajou o empresariado espanhol a aproveitar as novas oportunidades de negócio geradas no Brasil.

Moratinos deve comparecer ao Palácio de Itamaraty, sede do Ministério das Relações Exteriores, para um encontro de trabalho com seu colega brasileiro, Celso Amorim.

Ambos os ministros tratarão de assuntos de interesse regional, como a cúpula entre a União Européia (UE), América Latina e o Caribe que será realizada em Lima, no Peru, em maio, e avaliarão as medidas adotadas para facilitar os controles migratórios acordados por Espanha e Brasil no último 1º de abril, em Madri. EFE ed-jpg/rb

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.