Brasil e Equador destacam laços bilaterais após crise diplomática

Representantes de Brasil e Equador destacaram, nesta segunda-feira, as excelentes relações entre ambos os países, dando como superada a recente crise diplomática, resultante da contestação de Quito a um milionário empréstimo brasileiro em uma corte internacional, processo esse que seguirá adiante.

AFP |

"As relações com o meu país são historicamente muito boas e continuarão sendo", declarou o embaixador do Brasil em Quito, Antonio Marques Porto, que teve um encontro de trabalho com o chanceler equatoriano, Fander Falconí.

"Vamos começar no nível dos funcionários e, depois, com níveis mais altos politicamente para ver como aprofundar e ampliar essas relações", ressaltou Marques Porto, que voltou para Quito há uma semana, após permanecer em consultas em Brasília, desde novembro.

Falconí declarou que "estreitamos nossos laços históricos de irmandade" e que, durante a reunião com o diplomata brasileiro, foram analisados mecanismos para "repotenciar e melhorar as relações entre os dois países, que historicamente foram excelentes e ótimas".

O Brasil determinou o retorno de Marques Porto, depois de receber, por parte de Quito, o pagamento de uma parcela da dívida de 243 milhões de dólares contraída com o BNDES, a qual o Equador tenta impugnar em um tribunal internacional.

O chanceler declarou que "é preciso encapsular os temas comerciais e financeiros a isso, e não devem ser um motivo para que interfiram nas relações históricas de irmandade".

Segundo ele, a ação equatoriana na Câmara de Comércio Internacional (CCI) de Paris "seguirá em separado, e isso foi plenamente entendido pelas autoridades brasileiras".

"Evidentemente que isso vai continuar, é uma decisão equatoriana", afirmou o embaixador, acrescentando que o Brasil não se envolve "em decisões de países soberanos e irmãos, como é o Equador".

"Há um tribunal internacional, e o Brasil é parte do processo", frisou.

SP/tt

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG