Brasil e Colômbia eliminam restrições em viagens

Bogotá, 2 jun (EFE).- O ministro do Turismo, Luiz Barretto, anunciou hoje a eliminação das restrições de viagens entre o Brasil e a Colômbia, e vice-versa, já que, a partir de agora, os cidadãos dos dois países não precisarão nem de passaporte, nem de vacina, nem de visto.

EFE |

Barretto fez o anúncio em Bogotá, durante um ato de promoção do país como destino turístico, no qual afirmou que a razão destas medidas para favorecer a troca de turistas se deve a que a "Colômbia é um mercado prioritário para o Brasil".

"A ideia é fomentar e estabelecer uma troca mais fluída e que aumentem os brasileiros na Colômbia e os colombianos no Brasil", assegurou o ministro, que reconheceu que, no país, "a imagem da Colômbia melhorou nos últimos anos".

Para isso, defendeu o aumento dos voos entre os países e a diversificação dos pontos de entrada e saída, já que, até há pouco, só havia rotas entre Bogotá e São Paulo.

O ministro citou o exemplo da companhia aérea Varig, que, recentemente, criou uma rota entre Bogotá e Manaus (AM).

Barretto ressaltou o interesse do Instituto Brasileiro de Turismo (Embratur) e do ministério em reforçar a presença brasileira no mercado sul-americano, e, por isso, explicou que já viajou para Argentina, Chile, Peru, e, em breve, irá à Venezuela.

"Temos um cenário de crise econômica tanto nos Estados Unidos quanto na Europa que vai caminhando a uma recessão. Por isso, é muito importante intensificar o número de viagens mais curtas que vão produzir maior rentabilidade para o turismo", disse.

O ministro apoiará o comitê Descubra o Brasil, formado pelas principais companhias aéreas que operam entre os países, operadores e agências de viagens, que participará na próxima semana do Congresso Nacional de Agências de Viagens organizado pela Associação Colombiana de Agências de Viagens e Turismo (Anato). EFE agm/db

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG