decisão soberana de dar asilo a Battisti - Mundo - iG" /

Brasil defende decisão soberana de dar asilo a Battisti

RIO DE JANEIRO - O ministro da Justiça Tarso Genro defendeu hoje sua decisão de conceder asilo político ao ex-ativista de esquerda italiano Cesare Battisti, e disse esperar que a medida não afete as relações com a Itália.

EFE |


"Estudei a fundo o processo e tomei uma decisão baseada em razões jurídicas, não políticas, como convém a um Estado de direito", disse Genro em São Paulo.

O Governo da Itália rejeitou nesta quarta o asilo concedido na terça-feira à noite, e pediu que o presidente Luiz Inácio Lula da Silva revise a decisão, pois considera o ex-ativista um terrorista.

Battisti, ex-membro do grupo italiano de esquerda radical Proletários Armados para o Comunismo, foi condenado à revelia à prisão perpétua em seu país por quatro homicídios cometidos na década de 70.

Genro disse que sua decisão foi comunicada ao presidente Lula antes de ser informada publicamente. "Lula não discutiu o mérito do assunto, alegando que este é um ato de responsabilidade do Ministério da Justiça", disse Genro.

O ministro da Justiça assinalou que "o asilo político é uma instituição originada na soberania dos países", assim como as extradições decididas pelos tribunais supremos.

Battisti, detido no Rio de Janeiro em 2007, alega que é inocente dos assassinatos, e disse que somente executou "tarefas ideológicas e logísticas" na luta armada, que abandonou em 1978.

    Leia tudo sobre: battisti

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG