Brasília, 9 abr (EFE).- O ministro da Fazenda, Guido Mantega, anunciou hoje que o Brasil contribuirá com US$ 4,5 bilhões para financiar o Fundo Monetário Internacional (FMI), valor que pode chegar a US$ 14,5 bilhões.

Mantega explicou que a decisão foi tomada com base nos acordos estabelecidos durante a Cúpula do Grupo dos Vinte (G20, países ricos e principais emergentes) realizada no início do mês em Londres.

"Estamos entrando no clube de credores do FMI", declarou o ministro, acrescentando que isso "demonstra a solidez da economia brasileira".

Segundo Mantega, o dinheiro será utilizado para financiar países em desenvolvimento que neste momento enfrentam sérios problemas de crédito devido à crise internacional.

Em compensação, o Brasil receberá títulos do FMI que podem ser negociados nos mercados internacionais ou contabilizados nas reservas do país, atualmente situadas em US$ 201 bilhões. EFE ed/bba

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.