Brasil condena ofensiva terrestre em Gaza e pede reunião internacional

Brasília, 4 jan (EFE).- O Governo brasileiro condenou hoje a incursão militar terrestre de Israel na Faixa de Gaza, que tende a agravar ainda mais o conflito com os palestinos, informou o Ministério das Relações Exteriores.

EFE |

Num comunicado divulgado neste domingo, o Governo brasileiro "reitera declarações anteriores em que conclama ambas as partes a se absterem de atos de violência".

O Brasil, segundo o texto, "apóia os esforços, inclusive no Conselho de Segurança da ONU, por um cessar-fogo imediato, de modo a permitir a pronta retomada do processo de paz".

"A realização de uma conferência internacional em seguimento à reunião de Annapolis, conforme proposta feita pelo Presidente Luiz Inácio Lula da Silva, constituiria passo importante para o restabelecimento da paz na região", acrescenta a nota.

Segundo o comunicado, o pedido é feito "com base no reconhecimento do direito de constituição do Estado palestino e da existência de Israel em condições de segurança".

Com este objetivo, diz a nota, "o ministro Celso Amorim manteve contatos nos últimos dias com lideranças políticas européias, americanas e árabes, bem como com o secretário-geral da ONU".

No momento, Amorim encontra-se em Lisboa, onde tem agendadas reuniões com autoridades portuguesas, inclusive sobre o processo de paz no Oriente Médio. EFE wgm/sc

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG