BRASÍLIA ¿ O chefe de Estado colombiano, Álvaro Uribe, se encontrou nesta quinta-feira com o presidente Luiz Inácio Lula da Silva, em mais uma etapa de sua viagem pela América do Sul que tem como objetivo explicar o acordo militar que a Colômbia negocia com os Estados Unidos. Durante a conversa, o governo brasileiro cobrou garantias de que o acordo ficará restrito em solo colombiano.

Reuters
Uribe e Lula se encontram em Brasília

Uribe e Lula se encontram em Brasília

Nós voltamos a reiterar que um acordo com o EUA que seja especifico e delimitado ao território colombiano é uma matéria naturalmente da soberania colombiana, sempre quando os dados gerais que se disponham sejam compatíveis com a delimitação das ações em território colombiano, afirmou o ministro de Relações Exteriores, Celso Amorim, após o encontro.

Uribe reiterou que este é o propósito e, naturalmente, este é um processo que vai exigir outras consultas e outras conversas não só com a Colômbia, mas também com os EUA, acrescentou.

Segundo Amorim, a conversa entre o presidente Lula e o presidente da Colômbia transcorreu em clima de diálogo e de busca de entendimento.  As nossas preocupações foram expressas, o presidente Uribe também deu os esclarecimentos que achou que deveria dar sobre os objetivos desse acordo com os Estados Unidos, completou o ministro.

Ainda durante o encontro, o presidente Lula ressaltou a necessidade de cooperação bilateral e multilateral com as nações da América do Sul para o combate ao narcotráfico. Falou se também da cooperação bilateral e multilateral no combate ao narcotráfico como algo que nós temos que combater sem ingerências externas, destacou o ministro.

Ao ser abordado pelos jornalistas que o esperavam na saída da reunião, Uribe simplesmente enviou "uma saudação cheia de afeto ao povo irmão do Brasil". Ele ainda agradeceu o "diálogo amplo" que teve com Lula.

Uribe chegou à reunião acompanhado por seu ministro das Relações Exteriores, Jaime Bermúdez, e por uma caravana composta por sete automóveis e uma ambulância. pós o encontro, ele seguiu rumo à Base Aérea de Brasília, onde se encontrará com um grupo de senadores brasileiros e, em seguida, partirá de volta para Bogotá.

O encontro com Lula foi o último de uma movimentada viagem iniciada na terça-feira para explicar o possível acordo a seus colegas de Peru, Bolívia, Chile, Argentina, Paraguai, Uruguai e Brasil.

Bogotá e Washington negociam o uso de sete bases militares colombianas por tropas americanas, sob o comando das Forças Armadas da Colômbia, em operações contra o tráfico de drogas.

(Com informações da EFE)

Leia também:


Leia mais sobre bases na Colômbia

    Leia tudo sobre: lula
    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.