Brasil chama embaixador de Israel e condena ataque

Países da Europa, Turquia e Egito também convocam diplomatas; Conselho de Segurança realiza nesta segunda reunião de emergência

iG São Paulo |

Reprodução
A brasileira Iara Lee, em foto publicada no Facebook
O governo brasileiro demonstrou nesta segunda-feira "choque e consternação" com o ataque de Israel a um comboio de navios que levava ajuda humanitária à Faixa de Gaza, e chamará o embaixador israelense no Brasil para manifestar sua "indignação" sobre o incidente.

O Ministério das Relações Exteriores afirmou que o representante de Israel será chamado e o governo brasileiro expressará também preocupação com a cineasta brasileira Iara Lee , que estaria na frota atacada. "Com choque e consternação, o governo brasileiro recebeu a notícia do ataque israelense a um dos barcos da flotilha que levava ajuda humanitária internacional à Faixa de Gaza", afirmou o Itamaraty em nota.

"O Brasil condena, em termos veementes, a ação israelense, uma vez que não há justificativa para intervenção militar em comboio pacífico, de caráter estritamente humanitário". A chancelaria brasileira defendeu, mais uma vez, o fim do embargo imposto por Israel à Faixa de Gaza, que limita o acesso de alimentos, remédios e produtos ao território palestino.

No incidente desta manhã, pelo menos nove ativistas pró-palestinos foram mortos quando soldados israelenses atacaram um comboio de navios que levava ajuda humanitária a Gaza. Ainda não está claro se Iara Lee está entre as vítimas.

Condenação internacional

Além do Brasil, vários países europeus, a Turquia e o Egito convocaram os embaixadores israelenses para que explicassem o episódio.

Após pedido do governo turco, que é membro temporário do Conselho de Segurança da ONU, o órgão anunciou que se reunirá na tarde desta segunda-feira em uma sessão de emergência para discutir o ataque de Israel contra os navios. A Turquia também anunciou ter ordenado que os preparativos para as manobras militares conjuntas com Israel fossem cancelados.

*Reuters e AFP

    Leia tudo sobre: PalestinosHamasFaixa de GazaIsraelataque

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG