Brasil brilha no futebol, mas perde boa oportunidade de conquistar 1ª medalha

Redação central, 10 ago (EFE).- Em um dia no qual o Brasil perdeu boas oportunidades de conquistar sua primeira medalha em Pequim com os esportes individuais, as equipes masculinas de futebol e vôlei, além das meninas da ginástica artística, mostraram que têm amplas chances de brilhar nos Jogos Olímpicos.

EFE |

Uma das maiores esperanças de medalha do Brasil, o futebol masculino confirmou seu favoritismo e goleou a Nova Zelândia por 5 a 0 com uma grande atuação de Ronaldinho Gaúcho, que marcou duas vezes.

O primeiro gol foi marcado pelo meia Anderson logo aos três minutos de partida. Os comandados de Dunga ampliaram aos 32, quando o lateral-esquerdo Marcelo cruzou na medida para Pato, que marcou de cabeça.

Na volta do intervalo, foi a vez de Ronaldinho Gaúcho brilhar. O meia do Milan marcou o terceiro do Brasil, de falta, aos nove minutos.

Aos 15, Ronaldinho sofreu um pênalti. Ele mesmo cobrou e fez seu segundo, o quarto do Brasil.

Nos acréscimos, o atacante Rafael Sóbis recebeu dentro da área e deu números finais à partida.

Já no vôlei masculino o Brasil voltou a jogar bem após o fracasso na Liga Mundial e estreou com uma vitória sobre o Egito por 3 sets a 0, com parciais de 25-19, 25-15 e 25-18, pelo grupo B dos Jogos.

Esta foi a primeira vitória dos comandados de Bernardinho desde 25 de julho, quando a equipe venceu o Japão pela fase final da Liga Mundial de vôlei, no Rio de Janeiro.

Porém, a maior surpresa positiva do dia ficou por conta das meninas da equipe brasileira de ginástica artística feminina, que garantiram vaga em quatro finais.

As brasileiras ficaram em sétimo lugar por equipes e disputarão esta final.

Além disso, Daiane dos Santos conseguiu um lugar na final do solo, enquanto a decisão de individual geral contará com Ana Cláudia e Jade Barbosa, que também disputa a decisão de salto.

Outro esporte no qual o Brasil está mostrando muita força é o vôlei de praia, no qual no feminino Renata e Talita estrearam com vitória sobre as mexicanas Candelas e Garcia por 18-21, 21-16 e 15-8.

Renata e Talita voltam à quadra na próxima terça para enfrentar as irmãs austríacas Schwaiger Entre os homens, Márcio e Fábio Luiz venceram os italianos Lione e Amore por um duplo 21-18 na primeira rodada do grupo D.

O jogo de hoje marcou a estréia de Fábio em Jogos Olímpicos, enquanto Márcio iniciou sua segunda participação. Em Atenas, ele atuou ao lado de Benjamin.

Por outro lado, no hipismo a equipe brasileira de adestramento por equipes do CCE (Concurso Completo de Equitação) ficou com a 11º posição na competição em Pequim.

Na competição individual, os brasileiros também ficaram muito atrás dos líderes da disputa: Jeferson Moreira (55,90 pontos perdidos) está na 51ª posição, André Paro (59,60 pontos) terminou na 57ª colocação, Marcelo Tosi foi o 63º com 64,80 pontos e Saulo Tristão terminou na 69ª colocação com 79,60 pontos perdidos.

Já na vela, o regatista Eduardo Couto, campeão mundial da classe laser radial em 2005, abandonou uma das regatas da classe finn disputadas hoje e ficou em sétimo na outra.

Entretanto, a maior decepção do dia ficou por conta do judoca brasileiro João Derly, grande promessa de medalha olímpica, que foi eliminado na categoria meio-leve (até 66 kg).

O brasileiro perdeu sua segunda luta, contra o português Pedro Dias por wazari, e acabou fora da disputa por uma medalha após Dias ser derrotado pelo sul-coreano Chol Min Pak.

Outra triste notícia proveniente do judô ficou por conta de Andressa Fernandes, que acabou fora dos Jogos após perder para a dominicana Maria Garcia por yuko na categoria meio-leve (até 52kg).

Como Garcia acabou sendo derrotada depois as chances de medalha da brasileira acabaram totalmente.

Andressa Fernandes ficou conhecida por ter sido confirmada de última hora como substituta de Érika Miranda na categoria meio-leve.

Érika foi cortada após um exame constatar na última terça que a lesão em seu joelho esquerdo não estava totalmente curada.

Já na natação a maior decepção ficou por conta de Thiago Pereira, que ficou na oitava posição na final dos 400m medley, prova na qual o americano Michael Phelps garantiu seu primeiro ouro nos Jogos Olímpicos.

Thiago Pereira terminou a prova com o tempo de 4min15s40, enquanto Phelps, além de garantir o ouro, bateu o recorde mundial da modalidade com 4min03s84.

Também na natação o Brasil ficou de fora da final dos 4x100 m masculino. Os brasileiros foram desclassificados após a prova, na qual tinham chegado na sexta posição.

Já Fabíola Molina ficou hoje em quinto na quarta bateria dos 100 metros costas ao marcar 1min01s00 no Cubo Aquático.

O resultado foi insuficiente para classificar a brasileira para a decisão da categoria Quem também não avançou na natação foi Guilherme Guido, que completou os 100 metros nado peito em 54s68 e ficou fora das semifinais.

No handebol masculino, o Brasil perdeu para a França por 34 a 26 pelo grupo A da competição em partida disputada no Ginásio do Centro Olímpico da capital chinesa.

O Brasil iniciou o jogo apresentando falhas no sistema defensivo, que foram aproveitadas pela eficiente equipe francesa.

Agora, o Brasil vai encarar Polônia, China e Espanha.

No boxe, Myke Carvalho acabou derrotado por Richarno Colin, das Ilhas Maurício, por 15 a 11 na primeira rodada da categoria meio-médio ligeiro (até 64kg).

Para encerrar, a ciclista Clemilda Silva completou em 51º lugar a prova de estrada feminina, no Circuito de Ciclismo de Pequim.

Clemilda fez os 126km de percurso em 3h41min01.

O ouro ficou com a britânica Nicole Cooke, com 3h32min24. A prata ficou com a sueca Emma Johansson, e o bronze com a italiana Tatiana Guderzo. EFE plc/fal/rd

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG