Brasília, 11 set (EFE).- O Supremo Tribunal Federal aprovou hoje a extradição do chileno Rafael Humberto Trujillo, condenado em seu país a 20 anos de prisão por pedofilia, informaram fontes oficiais.

A decisão foi aprovada por unanimidade e agora só depende da autorização do presidente Luiz Inácio Lula da Silva, explicaram à Agência Efe porta-vozes da corte.

Trujillo, foragido da Justiça chilena desde 17 de março de 2007, foi detido em Criciúma, em Santa Catarina, em junho do ano passado.

Conhecido como "Zakarach", ele foi considerado culpado por abusar sexualmente de pelo menos nove crianças, de divulgar e receber pornografia infantil e de formação de quadrilha.

Após saber da decisão, o embaixador do Chile no Brasil, Álvaro Díaz Pérez, emitiu um comunicado em que manifestou a "satisfação" do Governo de seu país pela medida.

Segundo o diplomata, "a extradição de Trujillo ao Chile é outra mostra do excelente nível de cooperação alcançado com o Brasil nos diferentes âmbitos da relação bilateral". EFE ed/rr

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.