O presidente Luiz Inácio Lula da Silva anunciou nesta segunda-feira a construção de uma segunda ponte que ligará a cidade fronteiriça de Foz do Iguaçu com o Paraguai, na altura de Ciudad del Este." /

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva anunciou nesta segunda-feira a construção de uma segunda ponte que ligará a cidade fronteiriça de Foz do Iguaçu com o Paraguai, na altura de Ciudad del Este." /

Brasil anuncia nova ponte e linha de transmissão ao Paraguai

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva anunciou nesta segunda-feira a construção de uma segunda ponte que ligará a cidade fronteiriça de Foz do Iguaçu com o Paraguai, na altura de Ciudad del Este.

AFP |

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva anunciou nesta segunda-feira a construção de uma segunda ponte que ligará a cidade fronteiriça de Foz do Iguaçu com o Paraguai, na altura de Ciudad del Este.

Lula assegurou que ele mesmo lançará a pedra fundamental da obra neste ano, antes de se retirar do governo. "A segunda ponte que será construída em Foz, na altura da cidade de Presidente Franco (Ciudad del Este) no Paraguai servirá para o fortalecimento econômico e criará fontes de trabalho na fronteira", disse Lula durante um encontro com o colega Fernando Lugo.

A primeira ponte construída sobre o rio Paraná liga Foz do Iguaçu à Ciudad del Este e existe desde 1965.

Lula disse que as relações entre os dois países "passam por um momento excepcional".

"Todo mundo sabe dos meus esforços pelo êxito do Paraguai e do presidente Lugo. O Brasil está consciente de que seus vizinhos precisam ser economicamente fortes, que precisam crescer", completou.

O presidente Lula também reiterou que o Brasil financiará uma linha de transmissão de energia da hidrelétrica binacional de Itaipu para Assunção, cujo custo estimado é de 500 milhões de dólares.

No encontro com Lugo, Lula também anunciou que seu governo financiará outra linha de transmissão entre Ciudad del Este e Salto del Guairá, ao longo da fronteira nordeste do Paraguai e sudoeste do Brasil, de em torno de 200 km.

"O progresso do Paraguai é uma garantia de nosso próprio progresso", disse Lula ao argumentar que o investimento tem por finalidade facilitar o estabelecimento de grandes indústrias.

Nessa região fronteiriça paraguaia vivem em torno de 300.000 brasileiros, mais conhecidos como "brasiguaios", que fazem do cultivo da soja e derivados um grande negócio de exportação.

hro/ja/lb

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG