O Brasil assinou nesta sexta-feira com a Bolívia um novo convênio de cooperação para projetos de desenvolvimento produtivo, saúde e educação de mais de três milhões de dólares, informaram fontes oficiais.

O acordo foi assinado pelo embaixador do Brasil na Bolívia, Frederico Cézar Araújo, e pelos ministros bolivianos da Saúde, Ramiro Tapia; da Cultura, Pablo Groux e do Planejamento do Desenvolvimento, Noel Aguirre.

"É uma cooperação muito importante, não somente pela soma, e sim pelo que significa em termos de seus efeitos", ressaltou o ministro do Planejamento boliviano citado pela agência estatal ABI, após a assinatura do convênio.

O ministro explicou que o acordo foi elaborado por uma comissão bilateral depois da visita do presidente brasileiro Luis Inácio Lula da Silva à Bolívia no final de agosto, onde assinou um crédito de 332 milhões de dólares para a construção de uma estrada.

O acordo permitirá a implementação de 14 projetos novos com um custo de 1,5 milhão de dólares e outros 2 milhões para os programas que já estão em curso, segundo Aguirre.

O embaixador brasileiro disse que seu país está disposto em continuar apoiando a Bolívia e revelou que a nação andina-amazônica é a maior beneficiada com a cooperação brasileira.

"O mais gratificante é que a Bolívia passou a ser a maiar beneficiada com a cooperação bilateral do Brasil dentro das normas estabelecidas pelo presidente da Bolívia, do qual somos sócios", disse.

str/dm

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.