Brasil ajuda a identificar 23 supostos pedófilos em Portugal

LISBOA - A Polícia Judiciária (PJ) portuguesa informou hoje que identificou, com a ajuda de autoridades brasileiras, 23 pessoas dentro de uma operação internacional de combate à pornografia infantil e ao abuso sexual de menores através da internet.

EFE |

Em comunicado, a PJ informa que a operação começou por causa de informações coletadas e fornecidas pelas autoridades brasileiras e que se referiam a vários países.

Segundo a nota, os 23 identificados "serão submetidos a um processo de investigação mediante o exame do material coletado e sua conexão com a rede internacional de distribuição de pornografia de menores".

O comunicado explica que, na operação, vários imóveis foram revistados e foram apreendidos 25 computadores de mesa, 13 laptops, 709 CDs e 23 HDs externos, entre outros materiais.

Os membros da rede utilizavam a divulgação de pornografia infantil pela internet com "programas de distribuição Peer-to-Peer (P2P)".

"Estes programas de distribuição foram alvo de uma particular atenção por parte da PJ, dado a sua capacidade de troca de informação e a possibilidade de anonimato dos mesmos", acrescenta o comunicado.

O anonimato que cerca a pedofilia pela internet é uma das grandes preocupações na luta contra este tipo de crimes, o que causou o aumento da cooperação policial em nível internacional, argumenta a PJ portuguesa.

Leia mais sobre: pedofilia

    Leia tudo sobre: pedofilia

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG