Brasil adotou postura de solidariedade, diz Zelaya

Havana, 22 set (EFE).- O presidente deposto de Honduras, Manuel Zelaya, afirmou hoje que a postura adotada pelo Brasil em relação à crise política em seu país foi de apoio e de solidariedade.

EFE |

Zelaya voltou de surpresa a Honduras nesta segunda-feira e está abrigado na Embaixada do Brasil em Tegucigalpa desde então.

Em entrevista por telefone à rádio estatal cubana "Radio Havana Cuba" reproduzida em um programa da televisão local, Zelaya disse que "o Brasil tomou medidas, suspendeu vistos, o trânsito de golpistas por seu território; abriu as portas para nós e está dando um bom exemplo para a democracia".

No mesmo programa da televisão estatal cubana, a esposa de Zelaya, Xiomara Castro, falou que seu marido está "muito tranquilo, sereno, confiando em uma solução".

Segundo Castro, se as forças do Governo hondurenho de fato invadirem a Embaixada do Brasil em Tegucigalpa, isso significaria "uma afronta para os dois países". EFE rmo/bba

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG