Brasil acredita em consenso e resultado positivo na Cúpula das Américas

O Brasil acredita que na reunião de Cúpula das Américas de Trinidad e Tobago vai prevalecer o mesmo clima positivo sentido na reunião do presidente Barack Obama com os líderes da União de Nações Sul-Americanas (Unasul), o que possibilitará um consenso e um resultado positivo.

AFP |

A afirmação foi feita pelo ministro das Relações Exteriores, Celso Amorim, após a reunião entre os presidentes sul-americanos e americano.

"Vamos aguardar o fim da reunião, mas acredito que se o clima que prevalecer for o mesmo que se viu na reunião entre Obama e a Unasul, o resultado será muito positivo", explicou à imprensa.

Diante da possibilidade de que um grupo de países, liderados pela Venezuela, vete a declaração final de Trinidad por considerar que não reflete os problemas atuais do continente e deixa de lado a questão de Cuba, Amorim foi otimista.

"Existe a expectativa de que com este clima de diálogo se encontre uma solução", afirmou.

Segundo o chanceler, a visão dos Estados Unidos em relação à América Latina está mudando e o fato de Obama se reunir com os líderes da Unasul é uma mostra disso.

"Agora é preciso esperar que aconteça um avanço em relação a Cuba. Houve pequenos passos na direção direção correta e agora, ao invés de ver quais serão os próximos, tem que existir um diálogo direto", opinou.

"Não compete a nós dizer como deve ser este diálogo, mas acredito que existe a abertura necessária para que aconteça e eu percebo que as coisas vão mudar nesta direção", insistiu.

Leia também:

Leia mais sobre Cúpula das Américas

    Leia tudo sobre: cúpula das américas

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG