Brasil abrirá mercado ao trigo russo para diminuir dependência da Argentina

Rio de Janeiro, 16 jan (EFE).- O Brasil abrirá seu mercado ao trigo da Rússia, com a intenção de diversificar suas fontes de abastecimento do cereal e depender cada vez menos da Argentina, informou hoje o Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento.

EFE |

O órgão explicou que o Brasil apresentou esta semana em Berlim, na Alemanha, o resultado de sua análise de risco de pragas para a importação do grão da Rússia, um dos grandes produtores mundiais.

O secretário de Defesa Agropecuária do ministério, Inácio Kroetz, chefe da missão que foi à Alemanha, explicou que, no encontro com os russos, "foram definidos critérios técnicos que atendem aos interesses brasileiros tanto de qualidade quanto de segurança fitossanitária".

"A abertura ao trigo certamente se refletirá no fortalecimento do comércio bilateral em produtos agropecuários como um todo", disse Kroetz.

Os dois países também criaram um grupo de entendimento para a área vegetal, que discutirá temas bilaterais do comércio como o trigo russo e a exportação de soja do Brasil.

"A criação deste grupo ampliará o comércio bilateral agropecuário", destacou o secretário.

Ele ressaltou que a Rússia é um grande exportador de trigo e adubos, enquanto o Brasil quer aumentar sua importação desses produtos e as vendas de carne bovina, de porco e de aves, soja e frutas para esse mercado. EFE ol/db

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG