Brad Pitt e George Clooney causam furor no tapete vermelho de Veneza

Veneza (Itália), 27 ago (EFE) - Várias mulheres de uma ampla gama de idades se amontoaram hoje no Palazzo del Cinema, no Lido, em Veneza, para receber Brad Pitt, que causou furor entre as mais jovens, e George Clooney, que fez palpitar um público feminino mais velho. Por ocasião da cerimônia de abertura, na qual foi exibido Burn After Reading, dirigido por Joel e Ethan Coen e com os dois astros no elenco, ambos deixaram satisfeito todo o leque de um público que, como previsto, era majoritariamente feminino. Eles foram pontuais e arrasaram entre as massas. Brad Pitt, de preto, gravata-borboleta e óculos escuro, foi o primeiro a se aproximar para dar autógrafos, seguido de Clooney, com o mesmo look, mas de olho em suas admiradoras.

EFE |

As mais entusiasmadas chegaram de manhã ao local, agüentaram o sol escaldante registrado no Lido e tudo para ver seus ídolos por cinco minutos, que esbanjaram simpatia.

George Clooney, que demonstrava estar sofrendo com o forte calor, cumprimentava com um "Ciao, ciao" os presentes, enquanto era bombardeado com fotos e revistas para autografar.

Enquanto isso, Brad Pitt deixou para algum sortudo ou sortuda uma caneta que colocou na boca, para depois, atirar o objeto para a multidão.

"Eu estou aqui por Brad Pitt", dizia, com um caderno na mão, uma adolescente. "Prefiro que ele venha sem a mulher".

Ao lado, um senhor de meia idade dizia: "Não, não, melhor que venha Angelina (Jolie)". Uma hora mais tarde, o carro oficial deixava a adolescente tranqüila: O ator de "Lendas da Paixão" apareceu sozinho, mas sempre deixando à mostra sua aliança.

Com os dois símbolos sexuais presentes, pouco restava a fazer para Tilda Swinton, Frances McDormand e os irmãos Coen.

Eles passaram, posaram e fizeram uma discreta retirada para os interiores do Palazzo del Cinema para presidir a cerimônia apresentada pela atriz russa Ksenia Rappoport, mas depois apareceram para posar para a foto juntos.

Wim Wenders, presidente do Jurado Oficial, a argentina Lucrecia Martel, membro do mesmo, os espanhóis Marisa Paredes e José Luis Guerín, assim como Valeria Golino, John Landis e o diretor italiano Ermanno Olmi também participam da 65ª edição do Festival Internacional de Cinema de Veneza. EFE msc/db

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG