Os atores Angelina Jolie e Brad Pitt doaram dois milhões de dólares para financiar operações de saúde na Etiópia, onde nasceu um dos filhos adotados do casal, anunciou nesta segunda-feira a organização favorecida, o Global Health Committee (GHC).

"O GHC receberá dois milhões de dólares da fundação Jolie-Pitt para fornecer medicamentos aos etíopes portadores do vírus da Aids e da tuberculose", destacou a ONG em comunicado.

"O dinheiro será utilizado para construir na capital, Addis Abeba, um centro para as crianças com Aids e tuberculose, e para ajudar a criar um programa para curar os casos de tuberculose resistente aos remédios que afetam as crianças e os adultos", segundo o texto.

Um centro semelhante, também financiado pela fundação criada por Brad Pitt e Angelina Jolie, já existe na Camboja, outro país de nascimento de um dos filhos adotados do casal.

"A idéia é que o centro da Etiópia tenha o mesmo sucesso que o do Camboja", afirmou a attriz.

A clínica de Addis Abeba será batizada Zahara, em homenagem à filha etíope do casal. "Esperamos que quando crescer, Zahara assuma suas responsabilidades e dê prosseguimento a missão desta clínica", explicou Brad Pitt.

No fim de junho, a fundação Jolie-Pitt doou um milhão de dólares à educação de crianças afetadas pela guerra no Iraque.

Brad Pitt e Angelina Jolie têm seis filhos, três deles adotados. A atriz é embaixadora de boa vontade para a Unicef, e seu marido participou de ações de reconstrução na Louisiana (sul dos EUA) após a passagem do furacão Katrina, em 2005.

tq/yw

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.