Gaza, 13 jan (EFE).- As Brigadas dos Mártires de Al-Aqsa, braço armado do Fatah, afirmaram hoje que um de seus terroristas suicidas matou vários soldados israelenses na Faixa de Gaza, informação negada pelo Exército de Israel.

Um comunicado urgente enviado pelo grupo aos jornalistas em Gaza informa que o ataque teria ocorrido em uma casa na qual estavam 18 militares israelenses, em Al-Atatra, no campo de refugiados de Beit Lahia, no norte da Faixa.

As Brigadas dos Mártires de Al-Aqsa identificaram o suicida como Abd Ar-Rahman Bawady, de 22 anos.

Procurada pela Agência Efe, uma porta-voz militar israelense negou "categoricamente" a veracidade das informações. EFE sar/db

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.