O cantor britânico Boy George foi condenado nesta sexta-feira a 15 meses de prisão por ter mantido cativo e agredido um garoto de programa em seu apartamento em Londres. O juiz David Radford disse ao ex-líder da banda Culture Club que ele era culpado de violência gratuita contra o norueguês Audun Carlsen, e que a humilhação premeditada infligida degradou e traumatizou a vítima.

O artista, cujo nome verdadeiro é George O'Dowd, disse a vítima no caso era ele e alegou que algemou o norueguês, de 29 anos, porque este roubara fotos de seu computador.

Ensaio fotográfico

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.