Boston pune policial por mensagem racista contra Gates

A polícia de Boston anunciou nesta quarta-feira que puniu um de seus agentes por enviar uma mensagem racista sobre o professor de Harvard Henry Louis Gates.

AFP |

O comissário Ed Davis retirou o distintivo e a arma do policial Justin Barrett, 36 anos, e o colocou sob licença administrativa enquanto o caso é investigado, informou um porta-voz à AFP.

Davis "tomou conhecimento de uma correspondência com comentários racistas e retirou o distintivo e a arma do policial", destacou o porta-voz, estimando que o agente poderá ser demitido.

Segundo um canal de TV local, na mensagem Barret chama Gates de "macaco da selva" e "comedor de bananas", entre outros adjetivos racistas.

O prefeito de Boston, Tom Menino, disse que Barrett é "um câncer no nosso departamento" e pediu sua demissão.

Desde a semana passada, Gates é o centro de uma polêmica nos Estados Unidos, após se desentender com outro policial de Massachusetts, James Crwoley, que o deteve quando tentava arrombar a porta da própria casa.

O presidente Barack Obama se envolveu na polêmica ao qualificar de "estúpida" a ação policial, mas depois retificou seu comentário e decidiu convidar o professor de Harvard e o policial para tomar uma cerveja na Casa Branca.

ltl/LR

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG