A Comissão bósnia para pessoas desaparecidas informou nesta terça-feira que encontrou uma nova vala comum que pode conter os restos de vítimas do massacre de muçulmanos na cidade bósnia de Srebenica, onde foram executadas 8.000 pessoas em 1995.

"Esta vala comum tem 10 metros de comprimento por três de largura. Os restos de dez pessoas apareceram quando tiramos a primeira camada de terra", declarou Murat Hurtic, responsável da Comissão bósnia para as pessoas desaparecidas.

"Os especialistas prevêem a exumação de várias dezenas de vítimas durante os trabalhos, que levarão duas semanas ou mais", disse Hurtic.

A vala fica na localidade de Kamenica, perto de Zvornik (leste da Bósnia). Esta é a décima vala comum "secundária" descoberta nos últimos tempos em Kamenica.

As valas comuns denominadas "secundárias" são aquelas nas quais as vítimas foram enterradas depois de desenterradas de outra jazida, para disfarçar a escala dos crimes.

Mais de 3.200 vítimas identificadas do massacre de Srebenica, que a Corte Internacional de Justiça (CIJ) considerou um genocídio, estão enterradas no memorial situado perto da cidade.

anh/lm

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.