Bombeiros controlam 22 % do incêndio em Los Angeles

Los Angeles - Os bombeiros começaram hoje a pôr cerco ao incêndio no condado de Los Angeles ajudados pela ligeira queda das temperaturas, o que permitiu controlar 22% do fogo, informaram as autoridades.

EFE |

As chamas já arrasaram 51,4 mil hectares, destruindo cerca de 60 imóveis e causado a morte de dois bombeiros.

O fogo, cujas causas se averiguam, se transformou já no maior da história desse condado no último século.

A meteorologia se aliou hoje com os bombeiros pela primeira vez desde que se originou o incêndio na quarta-feira passada no parque natural Angeles National Forest, ao nordeste de Los Angeles, uma zona que não sofria um incêndio há 40 anos.

Reuters
Bombeiros combatem as chamas na Califórnia

As nuvens surgiram no sul da Califórnia, o que refrescou o ambiente cerca de 5 graus, aumentou a umidade e permitiu avançar na extinção de um fogo que até a manhã de terça-feira se encontrava descontrolado.

Umas boas notícias para os milhares de bombeiros que trabalham em turnos de doze horas e que no domingo passado sofreram um duro golpe pela morte de dois companheiros que viajavam em um veículo que caiu de uma encosta na área afetada pelas chamas.

Milhares de casas seguem ameaçadas e milhares de pessoas continuam desalojadas.

A batalha contra o incêndio continuará provavelmente até o dia 15 de setembro, segundo os cálculos das autoridades, que cifram já os danos causados em US$13,6 milhões.

"Estamos fazendo todo o possível para salvar vidas, propriedades e lembranças", comentou o governador da Califórnia, Arnold Schwarzenegger, em entrevista coletiva em Los Angeles.

O líder se esforçou em dissipar as dúvidas geradas nos meios de comunicação sobre a capacidade financeira estadual diante do desastre, especialmente depois dos anunciados cortes na despesa aprovados no último orçamento.

"O Estado está lutando economicamente, mas enquanto eu for governador sempre haverá dinheiro para enfrentar terremotos, incêndios ou o que aconteça. A segurança pública é minha prioridade", insistiu Schwarzenegger.

Junto ao incêndio em Los Angeles, Califórnia conta com outros sete focos ativos.

No total há 5.700 bombeiros combatendo as chamas, auxiliados por 600 máquinas, 46 helicópteros e 10 aviões.

Além dos dois mortos, outros 45 bombeiros ficaram feridos até agora.

Apesar da gravidade da situação, este ano se queimaram na Califórnia apenas a metade de hectares que no mesmo período de 2008.

O pior incêndio da história da Califórnia aconteceu em 2003 quando 17 pessoas morreram e 300 mil foram desalojadas no sul do Estado.

Leia mais sobre: incêndios na Califórnia

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG