Bombeiros americanos processam prefeitura por assédio na Parada Gay

Um grupo de bombeiros americanos está processando a prefeitura de San Diego (Califórnia, oeste dos EUA), alegando terem sido vítimas de assédio sexual na marcha do Orgulho Gay, da qual foram obrigados a participar.

AFP |

Os quatro bombeiross, que reivindicam da prefeitura indenização por danos morais, garantem que foram vítimas de assédio na Parada Gay, da qual participaram em um de seus caminhões.

O procurador de San Diego, Michael Aguirre, disse que a prefeitura pediu aos bombeiros que participassem da "Gay Pride" por medo de ser acusada de discriminação por parte de organizações homossexuais.

Para Aguirre, que representa a cidade, a missão dos bombeiros não era um trabalho em um ambiente hostil.

"Aqueles homens foram pagos para se sentarem em um caminhão com as janelas fechadas e dirigir por umas poucas quadras", afirmou.

    Leia tudo sobre: gay

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG