Bombas matam funcionários de segurança na Tailândia

Ao menos sete morreram em ataques em região dominada por muçulmanos, que reclamam direitos cidadãos frente à maioria budista

iG São Paulo |

AFP
Policiais tailandeses examinam local do ataque neste sábado, em Narathiwat
Supostos rebeldes separatistas mataram três soldados e quatro policiais em dois ataques a bomba no sul da Tailândia neste sábado, em meio à violência que cresce na região de fronteira com a Malásia.

Os militares foram mortos imediatamente e dois outros ficaram feridos quando uma bomba foi detonada sob o veículo em que estavam, na província de Yala, segundo a polícia.

Cerca de 40 minutos depois, na província vizinha de Pattani, outro artefato explodiu, em uma árvore, antes de um jogo de futebol entre policiais e moradores. Quatro policiais morreram e ao menos sete pessoas se feriram, incluindo civis.

Os ataques acontecem em meio ao crescimento da violência na região fronteiriça, dominada por muçulmanos da etnia malaia que há muito tempo reclamam por ser tratados como cidadãos de segunda classe pela maioria budista no Estado tailandês.

*Com Reuters

    Leia tudo sobre: tailândiapoliciasbombasforças de segurançaataques

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG