Bombas matam 14 no sul do Afeganistão

CABUL - As explosões de duas bombas mataram 14 civis no sul do Afeganistão, incluindo 11 membros da mesma família, anunciaram as autoridades nesta quinta-feira, em mais uma comprovação do aumento da violência a sete dias das eleições presidenciais e provinciais.

Redação com agências internacionais |

As explosões aconteceram na quarta-feira nas províncias de Helmand e Kandahar, redutos talibãs, onde milhares de soldados estrangeiros executam operações para tentar garantir a segurança das eleições de 20 de agosto.

Uma bomba explodiu em uma estrada de Helmand, atingiu uma caminhonete e matou 11 civis da mesma família. Apenas uma menina de seis anos sobreviveu, segundo o governo provincial.

Outra bomba matou três crianças, meninos com idades entre seis e 11 anos, que brincavam à margem de uma estrada na província de Kandahar.

Além disso, um soldado americano morreu em outro ataque na quarta-feira na mesma região, segundo a Otan.

A violência aumenta no país com a aproximação das segundas eleições presidenciais e provinciais do país, que acontecerão em 20 de agosto. 

Leia mais sobre: Afeganistão

    Leia tudo sobre: afeganistãoguerraotan

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG