Bombardeiro russo se aproximou do Canadá pré-visita de Obama

Por David Ljunggren OTTAWA (Reuters) - Caças canadenses interceptaram um bombardeiro russo que se aproximava do seu espaço aéreo menos de 24 horas antes da visita do presidente Barack Obama ao Canadá, na semana passada, disse na sexta-feira o ministro canadense da Defesa, Peter MacKay

Reuters |

O bombardeiro de longo alcance Bear não chegou a penetrar no espaço aéreo canadense, mas os dois caças CF-18 tiveram de exigir que o avião "recuasse", disse MacKay em entrevista coletiva.

Ele acrescentou que a Rússia não alertou o Canadá sobre o voo, declaração que uma fonte do governo russo qualificou em Moscou como "farsa".

De acordo com essa fonte, o Canadá foi previamente informado da manobra. "Então as afirmações do ministério canadense de Defesa causam perplexidade, para dizer o mínimo, e não podem ser qualificadas como nada além de uma farsa", disse a fonte à agência russa Interfax.

Obama passou algumas horas na capital canadense em 19 de fevereiro, na sua primeira viagem ao exterior desde que assumiu o cargo de presidente dos Estados Unidos.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG