Bombardeios no Afeganistão mataram até 50, segundo o Pentágono

Uma investigação do Pentágono mostra que os bombardeios americanos de segunda-feira no Afeganistão provocaram a morte de até 50 pessoas, incluindo mulheres e crianças, segundo o canal CNN.

AFP |

Citando altos funcionários do Pentágono, a CNN informou que as conclusões preliminares do Departamento de Defesa mencionam um balanço de até 50 mortos, mas ainda é preciso determinar quantas vítimas eram civis.

Durante os bombardeios, na noite de segunda-feira no distrito de Bala Buluk, província de Farah, oeste do país, 13 bombas com pesos entre 190 e 370 kg foram lançadas sobre oito edifícios.

O Pentágono afirma, segundo a CNN, que os prédios estavam em meio aos campos de ópio e trigo, e não em cidades ou povoados, e que os soldados americanos eram alvos de tiros a partir destes locais.

As autoridades afegãs afirmam desde o início da semana que os ataques americanos mataram mais de 100 pessoas, sendo entre 25 e 30 insurgentes e as demais civis, incluindo mulheres e crianças.

chl/fp

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG