Bombardeio israelense fere 1 miliciano e 7 crianças em Gaza

Gaza, 29 jan (EFE).- Um bombardeio realizado na manhã de hoje por Israel feriu um miliciano palestino e sete crianças na cidade de Khan Yunes, no sul da Faixa de Gaza, informaram testemunhas e fontes médicas.

EFE |

Um projétil feriu de forma grave um miliciano palestino que andava de motocicleta nas proximidades do hospital de Nasser, no centro da cidade, e deixou mais sete crianças que retornavam da escola feridas, informou à Agência Efe Muawiya Hassanein, chefe do serviço de emergências do território palestino.

Além disso, um porta-voz militar israelense disse à Efe que o miliciano era "o terrorista Mohammed Uda Chamdam Samiri, de 25 anos, membro conhecido da Jihad Global e ex-membro do Hamas, tendo recebido treinamento terrorista com o Hamas".

O Exército israelense acusa Samiri de estar envolvido no ataque com uma bomba na última terça nas proximidades de Kissufim, ação que deixou um oficial do Exército israelense morto e três soldados feridos, além de participar de outro ataque similar na mesma região em março de 2008, no qual morreram outros dois soldados.

As milícias palestinas reiniciaram na noite de ontem os lançamentos de foguetes Qassam contra o sul de Israel e lançaram dois projéteis, os primeiros desde o cessar-fogo do dia 18 de janeiro.

As Brigadas dos Mártires de al-Aqsa, braço armado do Fatah, reivindicaram hoje em comunicado a autoria de um dos lançamentos, que atingiu a região de Ashkol, e afirmou que "o ataque de foguetes é uma resposta à violação diária do cessar-fogo por Israel".

Outro foguete atingiu as proximidades de Sderot, mas nenhuma milícia assumiu a responsabilidade por seu lançamento. EFE sa'ar/fal

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG