Bombardeio dos EUA mata 20 insurgentes no Afeganistão

Cabul, 2 abr (EFE).- Pelo menos 20 supostos insurgentes morreram em um combate e posterior bombardeio da Aviação americana no sul do Afeganistão, informou hoje o comando dos Estados Unidos no país asiático.

EFE |

O incidente ocorreu na quarta-feira no distrito de Kajaki, situado na província de Helmand, durante uma operação de reconhecimento de tropas afegãs e americanas em uma área de "conhecida" presença insurgente, segundo um comunicado.

As tropas caíram em uma emboscada feita por grupos de insurgentes que estavam com armas leves e lança-granadas, mas os militares conseguiram enfrentar os agressores e os obrigaram a fugir.

Após identificar as posições insurgentes e se assegurar de que não havia civis na área, as tropas pediram apoio da Aviação americana, que lançou um bombardeio de precisão e matou cerca de 20 insurgentes, segundo a nota.

O Ministério do Interior afegão tinha informado ontem sobre a morte na terça-feira de outros 30 talibãs durante uma ofensiva da Polícia afegã e das tropas da Organização do Tratado do Atlântico Norte (Otan) também em Kajaki.

Nessa operação, morreu um líder dos talibãs, segundo um comunicado do Ministério do Interior, que quantificou em cerca de 20 o número de insurgentes feridos.

Tanto o Exército afegão quanto as tropas internacionais mobilizadas no país realizam constantes operações contra os insurgentes, principalmente nas áreas do sul e do leste, onde têm presença mais intensa.

Como parte de sua nova estratégia no Afeganistão, o presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, anunciou que enviará um contingente adicional de 4 mil soldados - além dos 17 mil soldados que já deveria mobilizar -, que terão como missão formar e assessorar as forças de segurança afegãs. EFE lo-daa/an

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG