Bombardeio de tropas etíopes em Mogadíscio mata 15 civis

Mogadíscio, 5 ago (EFE) - Pelo menos 15 civis morreram e outros 20 ficaram feridos quando tropas etíopes que apóiam o Governo de transição da Somália bombardearam na segunda-feira, com artilharia, uma área residencial de Mogadíscio, confirmaram hoje à Agência Efe sobreviventes do ataque.

EFE |

O bombardeio começou pouco depois que fundamentalistas islâmicos atacaram uma base do contingente etíope instalada em uma antiga fábrica de massa em um bairro do distrito de Hurwa, na zona norte de Mogadíscio.

Os agressores, supostamente milicianos da Al-Shabab, ala militar da antiga União das Cortes Islâmicas da Somália, utilizaram metralhadoras, fuzis e lança-granadas em seu ataque contra os soldados etíopes, que responderam com fogo de morteiro e obuses.

Entre os mortos há três crianças que brincavam em um parque onde caiu um dos projéteis disparados pelas tropas etíopes, disse à Efe o pai de um dos menores, Hammoud Sokorow, que ressaltou que outros três menores ficaram gravemente feridos.

Segundo a testemunha, outras duas crianças, um menino e uma menina, morreram quando um projétil atingiu a casa onde viviam com seus pais e outros parentes.

O choque no norte de Mogadíscio ocorreu um dia depois que 26 pessoas morreram e outras 47 ficaram feridas em um atentado com bomba na estrada de Dakba, pela qual circulam diariamente as forças etíopes e da União Africana (UA) desdobradas na capital somali. EFE aa/db

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG