Cabul - Pelo menos oito civis morreram e dois ficaram feridos em um bombardeio da aviação americana registrado na província ocidental afegã de Farah, reconheceu hoje o comando dos Estados Unidos no país.

O bombardeio aconteceu nesta quarta-feira, quando uma patrulha das tropas americanas foi atacada com fogo de metralhadoras procedentes de várias casas junto à estrada.

O comboio se defendeu do ataque e pediu apoio da aviação, que bombardeou as posições dos supostos insurgentes, afirmou o comando em comunicado.

"Uma casa foi atingida, e oito civis morreram e outros dois ficaram feridos", informou o Exército no comunicado.

O comando disse que abriu uma investigação, lamentou os incidentes e assegurou que suas forças "nunca agem intencionalmente contra não combatentes".

Nas últimas semanas, no entanto, tanto as tropas americanas como as que se encontram sob comando da Otan foram acusadas de matar civis no transcurso de vários combates e bombardeios na província de Kunar (leste).

Na semana passada, várias fontes oficiais afegãs asseguraram que 47 civis morreram em um bombardeio da aviação americana, embora o comando afirme que eles eram insurgentes.

Além disso, a Força Internacional de Assistência à Segurança (Isaf) negou nesta quarta-feira ter matado outros 30 civis em bombardeios registrados dois dias antes, como mantinham afirmavam fontes do governo provincial e da Polícia.

Leia mais sobre: Afeganistão

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.