Bombardeio aéreo dos EUA deixa 31 mortos no sudeste do Afeganistão

Cabul - Pelo menos 31 pessoas morreram em um bombardeio aéreo das tropas americanas no sudeste do Afeganistão, informou hoje à Agência Efe o Ministério da Defesa afegão.

EFE |

O porta-voz do ministério do Interior, Zemarai Bashari, disse que a maior parte das 31 vítimas mortais era de supostos talebans, enquanto o comando americano declarou em comunicado que três mulheres, uma criança e "vários" insurgentes acabaram perdendo a vida na operação, embora não tenha especificado o número exato de mortos.

No entanto, Khalid Faruqui, um membro do Parlamento regional de Paktika, onde aconteceu a ofensiva ontem, disse à Efe que 33 civis morreram no bombardeio americano, entre eles mulheres e crianças.

Segundo a nota do comando militar dos EUA, as forças de segurança lançaram ontem uma operação no distrito de Mata Khan para localizar dois talibãs supostamente responsáveis por operações contra o Governo e as tropas internacionais.

Insurgentes armados atacaram as tropas americanas, levando estas a solicitarem o apoio da aviação, que bombardeou as posições rebeldes e acabou com suas vidas.

No bombardeio morreu também uma mulher, que segundo o comando se encontrava próxima aos insurgentes.

Além disso, vários insurgentes dispararam de um edifício contra as tropas, que responderam aos disparos e conseguiram tomar uma base na qual os talibãs tinham se estabelecido.

Lá, as tropas descobriram três mulheres e uma criança que tinham ficado feridos durante o combate, informou o comando.

Os soldados atenderam aos feridos no local e depois os transferiram a um hospital das tropas, mas duas das mulheres e a criança morreram por causa dos ferimentos.

As tropas também encontraram granadas, narcóticos e fuzis AK-47, que foram destruídos imediatamente para evitar seu possível uso futuro.

Os enfrentamentos entre as forças internacionais e afegãs e a insurgência talibã são constantes, especialmente na parte sul do país, onde predomina a etnia pashtun.

Mais de 1.300 pessoas morreram este ano no Afeganistão vítimas da violência.

Leia mais sobre: Afeganistão

    Leia tudo sobre: afeganistão

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG