Bomba na Argélia mata 43 pessoas e fere outras 38

ARGEL - Pelo menos 43 pessoas morreram e 38 ficaram feridas nesta terça-feira, em um atentado a bomba em uma região ao leste da capital da Argélia, informou o Ministério do Interior do país.

Redação com agências internacionais |

    Um comunicado divulgado pela agência de notícias oficial APS indicou que o atentado tinha como objetivo uma escola de treinamento policial em Issers, a 55 quilômetros de Argel.

    Segundo algumas testemunhas, um terrorista suicida jogou seu veículo carregado de explosivos contra a porta da entrada principal da Academia de Polícia de Issers, cerca de 60 quilômetros a leste de Argel.

    Na porta estavam esperando vários candidatos que se inscreveriam em um concurso de admissão nesse centro de formação de policiais, segundo testemunhas.

    Nenhum grupo assumiu a responsabilidade pelo ataque, mas, nos últimos meses, a região tem sido alvo de numerosos ataques do braço do Al-Qaeda no norte da África, que tenta estabelecer regras islâmicas nos países da região -- importante fornecedora de petróleo bruto e gás à Europa.

    O governo disse que o ataque pode ser uma resposta a uma emboscada do exército que deixou 12 rebeldes mortos na região montanhosa da Kabylie, durante a madrugada de 7 para 8 de agosto.

    O registro de vítimas supera o dos atentados simultâneos de 11 de dezembro de 2007 em Argel contra o Conselho Constitucional e a sede do Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD), que deixaram 41 mortos e dezenas de feridos.

    Leia mais sobre Argélia

    Com Reuters e AFP

      Leia tudo sobre: argéliaatentadoexplosão

      Notícias Relacionadas


        Mais destaques

        Destaques da home iG