Bomba mata ao menos 13 em mercado de Bagdá

BAGDÁ - Uma bomba matou ao menos 13 pessoas em um mercado de Bagdá que vendia motocicletas e móveis na sexta-feira, no mais recente episódio de violência no Iraque.

Reuters |

Os ataques têm se intensificado nos últimos dias às vésperas da retirada das tropas de combate norte-americanas de cidades iraquianas.

Uma fonte policial disse que até 19 pessoas morreram depois que a bomba, colocada numa motocicleta, explodiu no mercado da área industrial de Bab al-Sheikh, de maioria xiita, na região central de Bagdá.

Quarenta e cinco pessoas ficaram feridas, informou a polícia.

Sapatos e partes de roupas ensanguentadas estavam espalhadas ao lado de peças retorcidas de motocicletas. O local da explosão foi rapidamente isolado pela polícia e por soldados iraquianos.

Autoridades norte-americanas e iraquianas advertiram que esperam por um aumento no número de ataques até que os soldados dos EUA deixem os centros urbanos do Iraque até 30 de junho, em um marco do pacto bilateral que estabelece um prazo para a retirada de todos os soldados norte-americanos do país até 2012.

Uma série de explosões em Bagdá e em outras regiões do Iraque suscitou dúvidas sobre a capacidade das forças de segurança iraquianas de assumir a luta contra uma insurreição prolongada.

Apesar do ataque de sexta-feira e de outros dois que causaram a morte de 151 pessoas nos últimos dias, o presidente dos EUA, Barack Obama, disse que a segurança no Iraque continua a "melhorar drasticamente", mas ele se preocupava com o clima político.

"Não vi tanto progresso político no Iraque -- negociações entre sunitas, xiitas e curdos -- como gostaria de ter visto", disse Obama em Washington. "Portanto, os incidentes de violência no Iraque vão prosseguir por algum tempo. Eles estão num nível muito, muito mais baixo do que estiveram no passado."

Leia mais sobre Iraque

    Leia tudo sobre: iraque

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG