Bolsas da Europa se recuperam depois de queda

Os mercados europeus mostraram uma leve recuperação no pregão desta terça-feira depois de abrirem em baixa seguindo a tendência na Ásia. Depois de abrir em queda, o índice FTSE 100 de Londres registrava alta de 0,66% logo depois do almoço.

BBC Brasil |

O Dax de Frankfurt seguiu Londres e registrava alta de 1,66% no mesmo horário. O Cac 40, de Paris, também teve alta de 0,93%.

A libra apresentou uma recuperação frente ao dólar depois da grande queda - a maior em termos percentuais desde 1992 - registrada na segunda-feira.

A moeda britânica chegou a ser negociada a US$ 1,479 na segunda-feira, e fechou a US$ 1,483. Nesta terça-feira, a libra foi negociada a US$ 1,484.

Os últimos dados divulgados afirmam que o preço dos imóveis na Grã-Bretanha chegou ao seu nível mais baixo em três anos e a produção industrial também está diminuindo.

Os dados econômicos negativos aumentam a probabilidade de o Banco da Inglaterra cortar as taxas de juros ainda nesta terça-feira.

Ásia e EUA
Os mercados asiáticos fecharam em baixa nesta terça-feira, refletindo os temores dos investidores com novos dados sobre o estado da economia dos Estados Unidos.

Na segunda-feira, foi divulgado que a economia americana está em recessão desde dezembro de 2007, segundo análise do NBER (Departamento Nacional de Pesquisa Econômica, na sigla em inglês).

O índice Nikkei da Bolsa de Tóquio fechou em queda de 6,4% na terça-feira. As ações de uma das maiores siderúrgicas do mundo, a JFE Holdings, caíram 9,5% em Tóquio.

O Hang Seng, de Hong Kong, teve queda de 4,9% e os mercados de ações da Coréia do Sul, Filipinas, Taiwan e Cingapura também caíram.

O Banco do Japão já anunciou uma série de medidas, incluindo um novo pacote para facilitar o crédito, para enfrentar a crise.

Os dados sobre a recessão nos Estados Unidos também levaram a uma queda na bolsa de Nova York - o índice Dow Jones fechou na segunda-feira com queda de mais de 7%.

    Leia tudo sobre: bolsa de valores

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG