Bolsas da Ásia caem após decisão do Tesouro dos EUA

Os mercados asiáticos fecharam em queda nesta quinta-feira, repercutindo o anúncio do Tesouro americano, que prometeu usar o pacote de US$ 700 bilhões para adquirir ações de bancos, e não para a compra de papéis podres. O anúncio foi feito na quarta-feira pelo secretário do Tesouro, Henry Paulson, e provocou perdas em Wall Street.

BBC Brasil |

A medida marcou uma mudança na política americana para a crise financeira e gerou temores nos mercados.

Os mercados asiáticos também repercutem a divulgação de novos dados nesta quinta-feira que mostram que a Alemanha entrou em recessão.

A economia alemã teve redução de 0,5% no terceiro trimestre. No trimestre anterior, a economia já havia encolhido 0,4%. Em agosto e setembro, as exportações caíram 8%.

A Bolsa de Tóquio encerrou a sessão de quinta-feira em forte queda de 5,25%. O índice Nikkei 225 perdeu 456,87 pontos, a 8.238,64 unidades. Nas últimas três sessões, o índice perdeu 9,28% do valor.

O índice Kospi da Bolsa de Seul fechou hoje em baixa de 35,42 pontos (3,15%), aos 1. 088,44. O indicador de valores tecnológicos Kosdaq caiu 11,69 pontos (3,62%), para 311,55.

Na quarta-feira, os índices Dow Jones e Nasdaq, ambos da bolsa de Nova York, caíram 4,73% e 5,17% respectivamente. O Bovespa caiu 7,73%.

Analistas acreditam que os investidores estão preocupados que as medidas anunciadas por diversos governos de ajuda aos mercados não estão conseguindo melhorar as perspectivas econômicas.

Fontes do governo japonês disseram nesta quinta-feira que o país está estudando oferecer US$ 105 bilhões ao Fundo Monetário Internacional (FMI) para ajudar os países mais atingidos pela crise.

Leia também

Para saber mais

Serviço 

Opinião

    Leia tudo sobre: bolsa de valores

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG