Bolivianos viajam ao Brasil para tratar queda na demanda por gás

La Paz, 8 jan (EFE).- Uma missão do Governo boliviano liderada por três ministros viajou hoje ao Brasil para discutir a queda na demanda por gás no país, informou uma fonte oficial.

EFE |

Uma fonte do Ministério de Hidrocarbonetos da Bolívia confirmou à Agência Efe que o ministro Saúl Ávalos partiu para Brasília junto a uma equipe.

O grupo, segundo a mesma fonte, é formado ainda pelos ministros de Planejamento, Carlos Villegas, e da Defesa Legal dos Interesses Estatais, Héctor Arce.

Os representantes do Executivo Boliviano esperam ser recebidos pelo ministro de Minas e Energia Edison Lobão, para discutir a queda da demanda brasileira por gás natural, que caiu dos 31 milhões de metros cúbicos diários do ano passado aos 19 ou 17 milhões atuais.

O Governo Evo Morales se mostrou preocupado com a situação, já que a exportação de hidrocarbonetos é uma das maiores fontes de renda da Bolívia.

No Rio de Janeiro, Lobão havia dito ontem que a baixa na demanda por gás boliviano é temporária, até abril próximo. Segundo ele, a queda se deveu à boa época de chuvas que permitirá um uso maior das centrais hidrelétricas.

"Os reservatórios de nossas hidroelétricas estão abastecidos e, por isso, estamos desligando as térmicas, o que é normal para um começo de ano com boas chuvas", explicou o ministro. EFE az/rr

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG