Jamais me arrependerei, estou feliz porque Deus me usou para mandar uma mensagem ao mundo, disse José Marc Flores Pereira, o pastor boliviano que sequestrou um avião no México na quarta-feira, entrevistado durante seu traslado, nesta sexta-feira, para uma prisão na capital mexicana.

AFP

Flores é transportado para prisão acompanhado de policial armado

Flores Pereira, de 44 anos, deixou o México em estado de alerta ao sequestrar durante uma hora o voo 576 da companhia Aeroméxico, que ia de Cancun, no oeste do país, à Cidade do México, com 104 passageiros a bordo.

"Flores será apresentado perante um juiz pelos crimes de sabotagem, privação ilegal da liberdade e ataqus aos meios de comunicação", informou nesta sexta-feira à AFP uma funcionária da Procuradoria Geral (PGR).

O sequestrador, preso em uma operação relâmpago pela Polícia Federal, exigia falar com o presidente mexicano, Felipe Calderón, para repassar a mensagem divina de que um grande terremoto aconteceria no México em 2013.

AP

Imagem mostra Polícia Federal mexicana no momento em que invadem o avião


"Deus começou a me mostrar coisas tremendas", como a chegada de Barack Obama à presidência dos Estados Unidos e a morte de Michael Jackson, afirmou o pastor boliviano em entrevista à rede de televisão Milenio.

Flores, que na quarta-feira ameaçou explodir o avião com bombas - que na verdade eram três latas com pequenas lâmpadas, negou ter tido a intenção de machucar alguém.

"Nunca foi minha intenção fazer mal a ninguém, se eu quisesse fazer mal teria feito o avião aterrissar em uma estrada. Minha intenção foi fazer o bem e anunciar, sem escamotear minha vida ou minha liberdade, que precisamos nos unir", afirmou Flores.

Veja abaixo a rota do avião sequestrado no México:




Leia mais sobre sequestro de avião

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.