revelação - Mundo - iG" /

Boliviano preso por sequestro de avião no México diz que teve revelação

México, 9 set (EFE).- Um boliviano chamado Josmar Flores Pereira foi detido hoje como suposto responsável pelo sequestro na capital mexicana de um avião da companhia Aeroméxico procedente de Cancun, com 104 passageiros a bordo, informou o secretário de Segurança Pública do México, Genaro García Luna.

EFE |

O detido, que possui antecedentes criminais na Bolívia, onde chegou a ficar preso, ameaçou detonar explosivos caso não fosse atendido pelo presidente do México, Felipe Calderón.

Luna assegurou que Pereira nasceu em Santa Cruz de la Sierra, na Bolívia, no dia 21 de maio de 1965, esteve preso na penitenciária de Santa Cruz por um assalto a mão armada, chegou ao México há 17 anos e é viciado em drogas e álcool.

O detido, que vivia em Oaxaca, no sudeste do México, estava em Cancun há cinco dias para participar de uma atividade religiosa.

Pereira se identificou como pastor religioso e disse que, em pleno voo, teve "uma revelação divina que o conduziu a essa ação", explicou o secretário mexicano.

Segundo Luna, o detido disse que hoje é dia 9, do mês 9, do ano 2009 e que se a data fosse lida de cabeça para baixo podia ser lida como 6, 6, 6 (número considerado diabólico por algumas superstições).

O sequestrado explicou que interpretou estes números como um aviso de que haveria um forte terremoto no México e que, por isso, quis tomar o controle da nave.

A intenção do sequestrador era que a aeronave desse sete voltas ao redor do aeroporto e fosse recebido posteriormente por Calderón.

Pereira tem um site na internet, pelo qual vende DVDs e onde se declara "um evangelista internacional, com um testemunho impactante de como Deus o recuperou" da cocaína e do álcool.

Ao ser apresentado à imprensa durante as declarações do ministro, Pereira, mastigando chiclete e visivelmente nervoso, sorriu para os jornalistas, antes de ser conduzido por agentes policiais para outro lugar.

Luna disse que estudará de qual crime Pereira será acusado.

O sequestro da aeronave mexicana terminou após 45 minutos de incertezas, depois que as forças de segurança do México entraram no avião e prenderam o criminoso.

Após a ação, as autoridades asseguraram que não havia explosivo algum na aeronave. EFE pvo/pd

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG