Boliviano mata filha recém-nascida porque queria um menino

La Paz, 16 jan (EFE).- Um boliviano de 25 anos matou a filha recém-nascida porque queria um filho homem, denunciou à Polícia a mulher do assassino, segundo a edição de hoje do jornal La Prensa.

EFE |

A mulher, Cristina B., foi à Polícia da cidade de El Alto, vizinha a La Paz, na noite de sexta-feira. Na delegacia, ela denunciou o marido, Fernando C.M., depois de achar o corpo da filha em uma bolsa sob a cama do quarto do hotel em que viviam.

Segundo as primeiras investigações, o assassino queria um filho homem e desde o nascimento da menina, há duas semanas, não conseguia dormir de tão frustrado.

A mulher surpreendeu o marido deixando o quarto logo depois do crime. Chorando, ele disse à esposa que, sem o bebê, eles viveriam felizes.

O assassino fugiu, mas depois foi preso. À Polícia, ele confessou o crime. EFE ja/sc

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG